A arte expressionista: surgimento, artistas, movimentos, filmes e muito mais

0
332
obras do expressionismo
Emigrante - Lasar Segall

Quer conhecer a arte expressionista? Neste artigo iremos abordar a história do movimento, características, seus principais artistas e as obras refletidas em diversas maneiras: artes plásticas, literatura, cinema e música.
Confira algumas pinturas que marcaram o movimento no Brasil e no mundo, além das diversas manifestações artísticas desse movimento que ficou na história da arte.

O que é expressionismo?

O expressionismo foi um movimento artístico que se iniciou na Europa, no início do século XX, mais especificamente na Alemanha e, por isso, também pode ser chamado de expressionismo alemão.

O movimento artístico se difundiu para o mundo todo e influenciou diversas formas de artes – literatura, cinema, arquitetura e música, por exemplo.
Por ter se difundido de maneira mundial, é impossível dizer que o expressionismo pertença à uma localização, assim como mesmo os especialistas acreditam ser difícil definir a duração do expressionismo.

O expressionismo foi a primeira vanguarda artística a destacar a subjetividade. Umas das obras mais famosas que marcou o expressionismo foi a pintura que você provavelmente conhece bastante, confira abaixo:

arte-expressionista
O Grito (1893) – Edvard Munch

O Grito, uma pintura que marcou o movimento artístico, foi pintada em 1893 e revela uma personagem andrógina, em profundo desespero. A paisagem atrás é o pôr-do-sol da da doca de Oslojford, em Oslo.

Características da arte expressionista

O expressionismo teve suas primeiras manifestações através da pintura, mas se tornou um campo artístico heterogêneo. Arquitetura, música, dança, artes plásticas, cinema, fotografia e todas as expressões artísticas passaram a entender a arte expressionista e criar obras, formas artistas.
O expressionismo é uma arte que revela subjetividade, dá vazão aos sentimentos, mostra a natureza humana.

O expressionismo usava paleta cromática, dando vida à temáticas angustiantes: miséria, ansiedade e solidão. Essa era o principal enredo das obras nos anos antes e pós Primeira Guerra, na Alemanha.

A arte expressionista primava pela liberdade individual e escancarava polêmicas, temas que até então quase não eram retratados: o fantástico, perverso, sexual e outros. A principal ideia era revelar a expressividade subjetiva desses temas, da realidade.

arte-expressionista
Cabeça de mulher ( Dora Mar) – Picasso

O movimento ganhou esse teor movido pelo contexto histórico e, por isso, criou essa maneira para revelar o lado ruim do ser humano, o pessimismo, a angústia do indivíduo isolado em uma sociedade egoísta, industrializada.

Existiram diversos polos artísticos na arte expressionista, portanto, foi um movimento heterogêneo. A diversidade estilística criou correntes diferentes: cubista, futurista, surrealista, abstrata, modernista e fauvista.
O expressionismo é conhecido como Expressionismo Alemão porque se manifestou primeira mente lá. Alguns especialistas preferem diferenciar o Expressionismo Alemão, usando iniciais maiúsculas para falar do movimento naquela região, do expressionismo de um modo geral.

Como surgiu o expressionismo

Fimdotexto

O final do século XIX e início do XX foi marcado por intensas transformações a nível mundial em todos os sentidos: econômico, político, social e cultura. Naquela época, a burguesia experimentava um período de grandeza econômica e muita influência política, a Belle Époque.

Belle-époque-modernismo
Belle Époque

A Belle Époque se manifestou também nas artes, por meio do Modernismo, o movimento modernista expressou a cultura cosmopolita, porém, com o avanço tecnológico e os problemas sociais difundidos pelos meios de comunicação social, que se aprimoravam, a sociedade artística passou a se questionar sobre o seu papel.

O avanço da fotografia, o surgimento do cinema e outras possibilidades permitiram que as pessoas tivessem mais acesso à realidade, por isso que a partir desse contexto histórico, a arte começava a se modificar.
Motivados pelas teorias científicas da época, como a teoria da relatividade de Einstein ou a psicanálise de Freud, a sociedade artista procurou questionar o papel do ser na realidade. Essa busca resultou na temática da subjetividade, como você leu anteriormente.

A arte expressionista surgiu em um novo diálogo com o público e no início do século XX, um grupo de artistas em mais variados estilos criou o que hoje chamamos de expressionismo e “vanguardas históricas”.

O termo foi criado pelo pintor francês Julien-Auguste Hervé, quando usou o “expressionismo” para retratar quadros no Salão dos Independentes de Paris, no ano de 1901, mas somente tempos depois o tempo foi popularizado pelo escritor Herwarth Walden.

Expressionismo no Brasil

No Brasil, o expressionismo também teve sua manifestação artística por diversos artistas, que criaram obras para revelar a subjetividade na realidade social, cultural e política do país. Os principais artistas do expressionismo no Brasil são:

Cândido Portinari

Um dos mais famosos pintores brasileiros e provavelmente você já ouviu falar, Portinari foi um artista plástico filho de imigrantes italianos e iniciou sua carreira desde jovem, tendo conhecido sua vocação desde criança.

Portinari teve uma grande importância na manifestação expressionista no Brasil. Sua arte buscava revelar as mazelas da sociedade brasileira, retratando diversos temas que marcaram a história do Brasil.

Cândido Portinari teve o seu trabalho conhecido mundialmente. Em uma de suas telas mais famosas, o pintor retrata a migração do povo nordestino para as metrópoles.

Confira algumas das principais obras do grande Cândido Portinari:

obras do expressionismo
Cangaceiro – Portinari
obras do expressionismo
Mulher com menino morto -Portinari

Anita Malfatti

Anita Malfatti nasceu em São Paulo, no ano de 1889 e morreu aos 74 anos, em 1964. Foi uma pintora e desenhista brasileira, filha de pais imigrantes, assim como Portinari.

Tropical, 1917

Anita fez sua primeira exposição aos 24 anos, em 1914 e estudou na Europa e nos Estados Unidos. Na sua primeira exposição individual, Anita já revelava o seu gosto pelo expressionismo, onde aprendeu a técnica na Alemanha, mas, devido à instabilidade política, resolveu voltar ao Brasil.

A boba – Anita Mafaltti

Anita foi uma das principais artistas do expressionismo no Brasil. Anita ganhou sucesso em suas obras por seu gosto pelas novas tendências e técnicas.

Lasar Segall

Lasar Segall foi um dos grandes expoentes do expressionismo Brasil. O pintor, escultor e gravurista nasceu na Lituânia e se mudou para o Brasil em 1923, quando já tinha fama pelo seu trabalho artista.

Segall estudou na Alemanha e em 1912 veio para o Brasil e realizou sua primeira exposição individual. Foi neste momento que o Brasil passava a conhecer o expressionismo europeu.
Confira algumas obras expressionistas do artista:

obras do expressionismo
Emigrante – Lasar Segall
obras do expressionismo
A família enferma – Segall

Principais Artistas do expressionismo

A arte expressionista foi multidisciplinar e teve vários expoentes. Música, dança, artes plásticas, cinema, entre tantas outras manifestações foram responsáveis pela diversidade do expressionismo.

Você já viu os principais artistas do expressionismo no Brasil, agora vai conhecer os principais artistas expressionistas do mundo, dentre eles se destacam:

Van Gogh

Van Gogh foi um artista renomado, considerado um dos maiores pintores da história. Holandês, nascido em 1853, Van Gogh criou mais de duas mil obras que se eternizaram. Morreu novo, aos 37 anos, mas deixou um grande legado para as artes.

Van Gogh
Auto Retrato – Van Gogh

No ano de 1986, o pintor se mudou para Paris e passou a frequentar um meio de artista que estava se opondo ao impressionismo. Foi aí então que as primeiras ideias expressionistas começavam a surgir.

O seu estilo de pintura foi a precursora do movimento expressionista. Infelizmente, o artista não obteve sucesso em vida, somente após o seu suicídio e o surgimento de vários movimentos artísticos que se inspiravam em suas obras, Van Gogh foi ganhando fama até ser considerado umd os maiores artistas de todos os tempos.

Edvard Munch

Edvard Munch é um dos grandes nomes do expressionismo alemão. Nascido em 1863, na Noruega, o pintor criou uma das obras mas famosas de todos os tempos. A tela “O Grito”, que é considerada um dos grandes marcos do expressionismo.

arte expressionista
Madonna – Edvard Munch

No quadro, uma figura revela angústia e desespero, inspirada em uma história de decepção do próprio artista.

Paul Klee

Poeta e pintor, Paul Klee é outro nome de destaque da arte expressionista. Recebeu influência de diversas tendências, como o cubismo e surrealismo. Paul Klee nasceu na Suíça, no ano de 1879 e morreu aos 60 anos. 

Outros artistas do expressionismo no mundo

Outros nomes também foram grandes expressões no expressionismo no mundo, como:
Marc Chagall (1887-1985); Wassily Kandinsky (1866-1944); José Orozco (1883-1949), Chaim Soutine (1893-1943), David Siqueiros (1896-1974)

Expressionismo nas artes em geral

Agora você vai conhecer um pouco do expressionismo fora das artes pláticas. Cinema, música e literatura tiveram grandes influências no movimento e também produziram obras importantes. 

Expressionismo no cinema

O Cinema também teve suas expressões artísticas da arte expressionista. Um dos principais estilos de filme do expressionismo é o Cinema Noir.

Como exemplo de produção cinematogrática do expressionismo, sem dúvida o filme O gabinete do Dr. Caligari é o principal. No filme, há um apelo para o bizarro, o diferente com influência da cultura e pintura, além da literatura.

O filme, de Robert Wiene é um filme mudo, do ano de 1920. A obra é uma metáfora ao olhar das ruas, telhados e prédios deformados.

expressionismo no cinema
Gabinete Dr. Caligari -1920

 

Literatura na arte expressionista

Na literatura, os temas proibidos eram enredo de histórias que retratavam a sociedade e o contexto histórico no expressionismo. Temas como loucura, paixão, religião e repressão familiar foram comuns nos livros expressionistas. Os principais autores do expressionismo foram: Kurt Hilher, Georg Büchner, Frank Wedekind, August Strindberg, Franz Werfel, Georg Trakl 

Literatura na arte xpressionista
A Dança da morte – August Strindberg

Música Expressionista

A música expressionista é marcada pela dissonância, cheia de emoções, as músicas eram feitas em harmonias cromáticas, o que faz da música expressionista ser atonal.
O principal nome da música expressionista é o compositor, e também pintor, Arnold Schoenberg. O compositor e seus alunos – Alban Berg e Anton Webern – passaram a trabalhar juntos e levar a música expressionista adiante.

GIF BAG

Deixe uma resposta